Nasrallah: “O Líbano está fora das ambições de Israel?” – Gazeta de Beirute

Nesta última sexta-feira(19), o líder do grupo xiita, Hassan Nasrallah, fez um discurso onde disse, que “apesar das dificuldades, a resistência irá superar essa fase, como fez no passado. Com sacrifício, honestidade, e paciência”.

“Vamos superar esta fase, e ficar confiantes de que essa resistência é competente e capaz de superar todas as dificuldades atuais e futuras “, Nasrallah afirmou.

No entanto, o líder do Hezbollah, disse que o Líbano, está realmente passando por uma fase delicada, e por esta razão, as pessoas devem ser cautelosas e vigilantes, em todos os bairros do país.

Apesar disso, ele ainda se mostrou otimista dizendo que “em comparação com o que está acontecendo na região, ainda estamos em uma situação muito boa”.

Ele também se mostrou interessado em um diálogo nacional, principalmente para resolver, questões de segurança e defesa.

“Estamos dispostos a participar em qualquer diálogo para unidos, decidirmos sobre a estratégia de defesa nacional, antes ou após a formação do novo gabinete, porque somos honestos e queremos proteger nosso país. ”

Em 23 de junho, homens armados leais, ao clérigo salafista, Ahmad Assir, inimigo declarado do Hezbollah, atacaram um posto de controle do exército, onde dezoito soldados morreram e outros 20 ficaram feridos.

Sobre esses últimos incidentes, Hassan Nashrallah, afirmou que uma vez o exército já abriu fogo sobre sua comunidade, no subúrbio de Beirute, mas nem assim, eles dispararam um único tiro contra o exército.

“Eu e um grupo de irmãos fomos para a área e dissemos que ninguém deveria atacar o exército, porque este é o nosso credo, diferente do que fez Ahmad Assir, e seus seguidores”, Nasrallah lembrou.

“O exército deve ser fortalecido, e a República Islâmica do Irã está disposta a ajudar, mas alguns países árabes e estrangeiros não querem um exército forte no Líbano. No entanto creio que um dia o exército defenderá esse país por conta própria, e nós (Hezbollah) poderemos, então, voltar a nossa vida normal “, acrescentou.

O líder do Hezbollah, antes de finalizar seu discurso, levantou a questão israelense:

“Alguém pode alegar que o Líbano está fora das ameaças e ambições de Israel? As ambições expansionistas de Israel não tem limites, e a prova disso, é que Israel já começou a explorar nosso gás”, disse Nasrallah.

“E o que tem a Liga Árabe feito em relação ao nosso problema com Israel?”, questionou.

“Quem pensa que gostamos de combate está enganado, mas se há ameaça nós nos defendemos”,completou o líder xiita.

Referente às últimas explosões e ameaças contra seu grupo, Nasrallah respondeu:

“É natural que uma resistência forte, seja também alvo … Quando dizemos que há uma resistência ao inimigo israelense, é natural que tal resistência seja objeto de ataques, mas quem tentar nos derrotar, será derrotado, porque não somos uma organização e sim um levante popular”, justificou Nasrallah.

Nos últimos meses, o Hezbollah tem sido alvo de diversos ataques, todos eles relacionados, com a sua intervenção na guerra da Síria.

Fonte: Gazeta de Beirut